Pessoa trabalhando na criação de ux apps.

5 princípios de UX apps e por onde começar

O UX apps consiste em projetar um design que proporciona a melhor experiência possível para o usuário do aplicativo. Dessa forma, deve-se guiar segundo alguns princípios para oferecer uma navegação intuitiva, fácil e acessível.

Um dos objetivos do mobile UX é tornar o app mais interessante para o usuário. Isto, na prática, pode se converter em mais vendas e engajamento, menos desinstalações, entre outros pontos.

Por onde começar

Ao pensarmos em experiência do usuário, o foco está na resolução de problemas. Assim, o primeiro passo é definir o que deve ser resolvido e porquê.

O segundo passo consiste em definir quem vai executar a tarefa e, por fim, a estruturação de como será feito.

Agora, é hora de ter em mente valores que vão guiar a execução do projeto. Dessa forma, é necessário que:

  1. Tenha consistência. O que isso quer dizer? Ações semelhantes do usuário devem ter o mesmo nível de resposta;
  2. Seja compatível. A navegação deve ser intuitiva e atender às expectativas do usuário, por isso, deve fornecer uma base tal como experiências anteriores;
  3. Seja acessível. Aqui, deve-se atentar às limitações do usuário, considerando a acessibilidade dentro do desenvolvimento;
  4. Considere feedbacks. O usuário deve compreender, de maneira fácil, qual é a resposta que o sistema fornece de acordo com a ação;
  5. Ofereça prevenções. Crie um sistema em que o usuário não consiga realizar procedimentos que o afetem ou modifiquem a plataforma,
  6. Proporcione controle. É importante que o usuário consiga dominar a plataforma, e não o contrário.

Os princípios básicos do UX design app

Pessoas trabalhando na criação de ux apps.

Agora que você já sabe o que precisa considerar na hora de criar um projeto ou atualizar o UX design app, confira as dicas mais práticas e como os valores se aplicam e tornam-se princípios.

Diminua obstáculos

Muitos aplicativos apresentam obstáculos para a navegação de usuários, principalmente para os que possuem menor conhecimento tecnológico. Por isso, sempre procure avaliar três pontos importantes:

  • Splash Screen: a tela de abertura do app, a Splash Screen, é a grande responsável pela primeira impressão que o usuário terá do seu produto. Certifique-se de que, aqui, seja exibida sua proposta e, também, haja o engajamento de seu público;
  • Tela inicial: nela, deve conter o conteúdo primário do seu aplicativo, tendo os secundários “escondidos” em menus e deslizes de tela. A navegação deve ser objetiva e clara, com foco na tarefa desejada e, também, na lógica,
  • Cadastro e login: o grande diferencial de apps é a possibilidade de manter o usuário logado por mais tempo, sem a necessidade de fazer login manual a cada acesso. Mas, nesse caso, peça cadastro apenas se for absolutamente necessário.

Rapidez e intuitividade

Otimize o tempo do usuário! Para isso, é necessário ter botões e menus claros e simples, para que o usuário busque rapidamente o que está procurando.

  • Busca: ofereça uma boa ferramenta de busca em seu app, pois ela é uma das grandes responsáveis pelas taxas de conversões. Explore as diversas opções de buscas, pois facilitará ainda mais a ação dos usuários;
  • Produtos e serviços: essa página pode estar diretamente ligada à busca, uma vez que, aqui, acontecem ações como “adicionar ao carrinho”, “adicionar aos favoritos” ou “fazer reserva”. Isso deve ser feito de maneira rápida e simples,
  • On e off-line: mesmo com muitas ações on-line, é necessário que os aplicativos ofereçam opções de relacionamento off-line com o consumidor, uma vez que isso aumenta, ainda mais, as chances de conversão.

Simplifique a conversão

O foco, nesta etapa, é fazer com que o usuário avance nas suas ações, certo? Lembre-se de diminuir a quantidade de passos para a venda. Assim, é importante que a compra aconteça com o mínimo de esforço possível, sem que o cliente tenha que “pensar duas vezes”.

  • Carrinho: é necessário que, aqui, o cliente receba o impulso necessário para a finalização de sua compra ou escolha continuar comprando;
  • Pagamento: a praticidade deve ser posta em prática nesta fase, com captação rápida de dados e preenchimento automático de informações de clientes recorrentes,
  • Check-out: opções de atendimento, confirmação de transações e conteúdos que agreguem ao usuário devem ser exibidos aqui. Esses fatores contribuem para a retenção de clientes. Evite ANRs, principalmente nesta etapa.

Incentive o engajamento

O principal objetivo do quarto princípio do UX apps é reter o usuário, gerar engajamento e, também, incentivar sua fidelidade. É aqui que a satisfação do seu público se torna satisfatória ou não. Além do UX apps, invista em CRO (Conversion Rate Optimization).

  • Conta e senha: dê autonomia ao seu usuário, permitindo que ele se conecte através de redes sociais, administre suas contas em qualquer local e horário e que possa resgatar senhas ou cupons no app, além de receber notificações de possíveis alterações,
  • Widgets: invista em extensões dentro do seu aplicativo para que, dessa forma, o usuário tenha acesso a informações relevantes e específicas de maneira prática e rápida.

Considere o momento do uso

O aplicativo ocupa um espaço na rotina do usuário que é entre tarefas, durante o trajeto de locomoção, enquanto ele caminha e outros momentos em que, não necessariamente, a atenção está exclusivamente na ação dentro do app.

  • Luminosidade: a luminosidade pode interferir na experiência de uso. Fique atento às cores do app, por exemplo, que podem facilitar ou dificultar a visualização conforme a luz;
  • Textos de apoio: o mesmo vale para os textos de apoio, caso ele não possa interagir de forma sonora para realizar ações,
  • Som: o contrário também pode ocorrer e ser o caso do usuário só conseguir se relacionar com o app por comando de voz, por exemplo. Considere ambas as variáveis, conforme as necessidades do seu aplicativo.

Faça parte da comunidade de mobile marketing!

Atuar com tecnologia e comportamento do usuário requer atualização constante. Por isso, assine a newsletter do RankMyAPP, empresa referência no mercado mobile na América Latina.

Nós atuamos com tecnologia própria, temos clientes de diversos segmentos e, assim, unimos expertise e experiência para gerar insights fundamentais para quem atua nesse setor. Acompanhe nosso blog!

Últimas postagens

pessoa olhando comparativos em um papel

Aumente os downloads com páginas personalizadas de aplicativos

App Store e Google Play Store anunciaram recentemente novos recursos que afetarão aspectos importantes das estratégias de app marketing e ASO: páginas personalizadas para apps dentro das app stores.

Esse novo recurso proporciona novas oportunidades para tornar as páginas de apps mais relevantes e envolventes para novos usuários em potencial. Saiba mais!

Leia mais »